Segunda cirurgia, respirando fundo…

Eis que após alguns dias de o Théo completar 1 ano e 1 mês,  meu telefone toca: “Você é a Priscila, mãe do Théo? Estou ligando pois agendamos a data da cirurgia dele, será daqui a 15 dias”. Coração disparou nessa hora, e um turbilhão de pensamentos  – eu deveria ficar feliz? Deveria ficar triste, nervosa? Na verdade eu não deveria nada, já esperava por isso, mas quando a gente percebe que está chegando perto e que não tem como fugir… Aí dá um desespero. E óbvio, as lágrimas escorrem como resultado dessa explosão na minha cabeça.

Bom, faltando apenas duas semanas, comecei então aquele processo de cuidados absolutos com o Théo para que não fique doente, o que é uma grande missão quando estamos em uma época do ano que tem frio, calor, chuva, sol, vento, pó, e por aí vai. Mas é sempre bom cuidar em todos os sentidos. E a pediatra nos instruiu a dar todos os reforços de vacinas nele, para que fique bem protegido enquanto estiver internado – ele teria que tomar 5 vacinas, só isso :(

Até onde o nosso cirurgião (Dr. Marcus Vinicius Martins Collares) nos explicou, essa cirurgia que é para corrigir a fissura no palato mole, a tal da fenda palatina, é uma cirurgia bem parecida com a primeira em termos de preparação e recuperação, mas vamos aos detalhes:

  • solicitou hemograma completo para avaliar se tem anemia ou alguma outra deficiência
  • nesta vez, são 8 horas de jejum – ainda bem que foi marcado para as 7:30 da manhã, já imaginaram manter um bebê de 1 ano sem comer e beber nada durante 8 horas?
  • a cirurgia tem duração de 3 horas, mais ou menos – looooongas horas de espera :(
  • quando terminar, ele fica em torno de 6 horas em observação na recuperação pós cirúrgica, e depois mais 24 horas no quarto
  • quando ele sai da cirurgia, já sai com soro e tala nos braços para  não conseguir colocar nada na boca
  • nas primeiras 72 horas, é dieta líquida e gelada
  • 30 dias sem mamadeira e sem chupeta
  • 20 dias de tala nos braços

O que mais? Só isso, hehe! Ai olha, não vai ser fácil. Ainda me lembro que na outra vez só deixaram um acompanhante passar a noite no hospital com ele, pensem na noite tranquila que teremos… Só que bem bem bem ao contrário. Mas só de ouvir aquela famosa frase ‘familiares de Théo’ e saber que acabou a cirurgia, que está tudo bem, já serei a mãe mais feliz do mundo. O resto, é o resto. Mãe e pai sempre arranjam forças para cuidar dos filhos, sempre tem um jeitinho especial, um colinho, um aconchego… Muita serenidade nessa hora, espero conseguir me manter tranquila para dar tudo de bom para meu amor.

Nos desejem sorte, e mandem todos os pensamentos positivos possíveis.

1 Comment Segunda cirurgia, respirando fundo…

  1. Kátia

    TUDO, TUDO irá dar certo! Estaremos junto! Em orações e pensamentos, boas energias mandaremos. O Anjinho da Guarda do Théo, está sempre com ele. Beijocas

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>