Preparação para a primeira cirurgia e todos os detalhes

Quando o Théo completou um mês de vida, finalmente conseguimos levar ele para que o cirurgião conhecesse e avaliasse como seria a primeira cirurgia corretiva. Ai, era tanto nervosismo… Ao mesmo tempo que queria ir, pensava que não queria sair de casa com ele. Mas vamos lá!

Como sempre muito atencioso, o Dr. nos explicou tudo direitinho, em detalhes:

  • ele deveria ter um peso mínimo de 5.500 kgs e não apresentar anemia;
  • nesse primeiro momento, ele iria corrigir a fenda labial, nariz, gengiva e palato mole – ui quanta coisa :(
  • além disto, o otorrino já utilizaria este mesmo momento para colocar dreno nos ouvidinhos dele, para evitar otites;
  • anestesia geral (ai isso me deixou bem tensa)
  • seria uma cirurgia de aproximadamente 3  horas, pois eram procedimentos bastante delicados (além da queiloplastia, ainda tinha o dreno, né)
  • Théo teria que estar em jejum de 3 horas (já que ele mamava leite materno, achei bem tranquilo)
  • depois do procedimento, ele iria diretamente para a recuperação pós cirúrgica, e lá ficaria pro aproximadamente 6 horas. Esse tempo seria para se recuperar da anestesia geral, e para ficar em observação até fazer a primeira alimentação;
  • após a recuperação, ele poderia ir para o quarto, onde permaneceria 24 horas até ter alta;
  • sobre a recuperação: ele não poderia utilizar chupeta e nem mamadeira para se alimentar, isso teria que ser feito utilizando uma seringa ou então copinho – em resumo, ele não poderia de jeito nenhum fazer movimentos de sucção;
  • limpeza dos pontos externos e internos com soro, bem tranquilo;
  • e utilização de uma tala nos braços, para evitar que ele se machucasse na região da cirurgia;
  • um detalhe muito importante que o Dr. não falou mas eu iria fazer: 20 dias antes do procedimento, cuidei muito para que o Théo não ficasse doente. Praticamente não saí de casa para que ele estivesse 100% no grande dia.

Uau… saí de lá arrasada. Ao mesmo tempo que feliz, por estar chegando esse momento tenso que eu gostaria que passasse logo, e por outro lado muitíssimo nervosa por toda essa recuperação. Eu sabia que iria enfrentar bastante obstáculos, totalmente desconhecidos… mas as vezes me questionava se iria conseguir e se seria forte o suficiente para passar isso junto com meu filho. Infelizmente não tinha jeito, nós teríamos que passar por isso, o jeito era ter muita fé… E confiar nos médicos.

Ser mãe, é padecer no paraíso. Por eles, movemos o mundo se for preciso!

fissurado pela mãe - ser mãe é padecer no paraiso

6 Comments Preparação para a primeira cirurgia e todos os detalhes

  1. Leandro baum

    Não interessa nada nesse momento, só a sensação de ser mãe… deve ser uma coisa totalmente inexplicável!

    Reply
  2. Kátia

    Uma mistura de sentimentos, que não dá pra descrever. Mas o melhor de tudo, é saber que passou, e deu tudo certo.

    Reply
  3. MARCIA URNAUER ACKER

    QUERIDA AMIGA KATIA! PARABENS PELO TH
    EO. COM CERTEZA ELE TRARA MUITAS ALEGRIAS PARA VOCES. SER MAE E PADECER NUM PARAISO, CHORAR NUM SORRISO E SER FORTE EM QUALQUER SITUACAO. E SER VO, E SER MAE DUAS VEZES. NOSSOS NETOS SAO NOSSOS FILHOS COM ACUCAR. UM GRANDE BEIJO PARA TODOS VOCES COM ENORME CARINHO MARCIA. SUCESSO.

    Reply
  4. Kátia

    Obrigada Márcia, o Théo já é nossa alegria desde que nasceu. Ele é um fofo. E tudo que acontece na nossa vida, só nos faz crescer. Um forte abraço!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>