Nossas dicas para quem vai passar pela queiloplastia ou palatoplastia

De vez em quando aparecem mães para falar comigo, pedindo ‘alguma luz’ pois seu baby vai passar por alguma das cirurgias reparadoras, queiloplastia ou palatoplastia. Eu confesso, adoro poder ajudar, me sinto orgulhosa disso, pois já passamos e estamos hoje aqui fortes para contar. Hoje eu resolvi resumir aqui em um post para ficar sempre disponível.

Primeiro queria dizer, que é megaaaa normal as mães ficarem nervosas, não se culpem por isso, eu já disse várias vezes que mãe pode ser fraca sim, somos humanas, poxa!

Eu sempre aconselho às mamães a deixarem os bebês o mais isolado possível, alguns dias antes das cirurgias. Eu mesma fiz isso, fiquei com o Théo em casa por umas 2 ou 3 semanas antes do procedimento, para evitar de pegar trocas de temperatura, viroses e outras doenças que pudessem atrapalhar os planos do cirurgião. Além disso, todos que entravam dentro da minha casa, inclusive eu, pedia que fizessem uma higiene nas mãos para evitar de passar algo para o Théo. Pode parecer meio chato, mas eu fazia mesmo, por conselhos da pediatra até, pois assim eu deixei ele bem forte mesmo para o dia da cirurgia.

Bom, chegando no dia da cirurgia, FIQUEM TRANQUILOS PAPAIS, mesmo! Quanto mais calmos ficarem diante do baby, mais calmo ele mesmo irá ficar, não se desesperem… Eu sei muito bem do que estou falando, pois já passei por dois procedimentos com o Théo, eu sempre confiei muito nos médicos e enfermeiros que nos acompanhavam, então, se eles me diziam que era NORMAL ele demorar para acordar da cirurgia, eu fica tranquila. Se me diziam que era NORMAL ele ficar mole e sonolento, eu acreditava. Normal ficar sem mamar nas primeiras horas, talvez dias, eu acreditava… E por aí vai, sempre tirem suas dúvidas com os profissionais, mas fiquem tranquilos e passem tranquilidade para o filhote, isso faz MUITA diferença. Pensa, o Théo ficou sem mamar por 3 dias depois da queiloplastia, e depois, com muita persistência nossa, ele voltou a mamar! :)

Sobre a alimentação: eu tentei de várias formas, tanto na primeira quanto na segunda cirurgia. A seringa nunca funcionou conosco, então fui tentando de outras formas, mas o mais importante era persistir. Como diz a nossa pediatra: INSISTA, PERSISTA E NÃO DESISTA! De alguma forma ele vai se adaptar para mamar. Nós tentamos com a mamadeira de colher na ponta, muitas mamães tem sucesso com isso, o Théo não gostou. Nós usamos o próprio bico da mamadeira dele, aquele especial para lábio leporino que eu mostrei em outro post (clica aqui), e eu ia apertando lentamente para que fizesse alguns mini jatos de leite na boquinha dele, e assim ia mamando. Na segunda cirurgia, ele preferiu com um copo mesmo, eu usei um da Avent que ele amou, e usa até hoje (clica aqui para ver qual eu falo).

Quanto às talas, infelizmente, eu digo que tem que usar sim! Claro que, na palatoplastia eu liberei ele um pouco mais para ficar sem, nos momentos que eu estava 100% de olho nele, até por que os pontos eram internos, então o perigo de machucar diminui. Mas eu fazia isso só quando eu estava cuidando mesmo. Na queiloplastia sim, eu deixei quase 100% do tempo de tala, me doía muito ver ele sem mexer os bracinhos, mas é necessário, né, gente? Temos que pensar que eles precisam disso para evitar de se machucar!

No mais, posso dizer que os bebês ficam sim, muito chateados nos primeiros dias, mas deem muito amor e carinho, tudo volta ao normal, podem ter certeza! E boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>