Ninguém disse que seria fácil

Eu já escutei essa frase váriassssss vezes, mas nunca me amedrontei. A maternidade em si, eu já tinha certeza de que não seria fácil, mas que sim, o peso das alegrias é muito maior. Aí quando se tem um filho fissurado e ainda por cima com APLV, esses MEDOS e DIFICULDADES se multiplicam por 1000. Ou mais até. Muito mais cuidados, muito mais atenção, muitos médicos, muitos exames, muito tudo.

E superei isto com êxito. E hoje tenho um menino lindo e super saudável.

Fissurado pela mãe - Meu Théo

Mas eu vim aqui dizer, que esses medos todos do início da vida do Théo, mexeram muito com a minha cabeça, e eu passei por crises de ansiedade e pânico bem severas. Hoje, quase 100% superadas. Eu nunca quis abandonar o blog, só não queria passar essa fase ruim para essas pessoas tão legais que vem até aqui ler a nossa história.

Então, é isso gente, não abandonei, e não irei. Não iremos!

HOJE, VOLTEI!  Beijo nosso para vocês :*

Fissurado pela mãe - Nosso beijo para vocês

2 Comments Ninguém disse que seria fácil

  1. Alexandra

    Continue, pois suas palavras me acalmam, tenho um bebê de 3 meses, agora em janeiro ele vai fazer a primeira cirurgia, a fissura é igual a do Theo… Beijao, não para não…

    Reply
    1. Priscila Baum

      Oi Ale, como é bom ler suas palavras de incentivo para continuar escrevendo.
      Quero te desejar muita calma para a cirurgia de sua pequena, são dias mais difíceis, mas passa, tu vai ver. Em poucos dias já vai ver um sorriso lindo de sua filha, um olhar carinhoso… Tudo vale a pena. Grande beijo!

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>