Mãe pode ser fraca

É difícil, é doloroso… mas eu devo assumir que mãe é fraca também. Eu não preciso ser forte 100% do tempo.

Hoje eu vim aqui, especialmente para fazer uma confissão, algo que para mim é muito difícil. Eu sempre quis e tentei ser a mãe mais forte do mundo, ser a mãe mais perfeita do mundo para o meu Théo, e acho que na medida do possível tenho sido.

Desde que soube das diferenças que o Théo teria ao nascer, eu aceitei ser forte e caminhar junto com ele, para o resto da vida, e eu sempre soube que daria conta de tudo, por mais difícil que isso fosse. Sempre fui forte durante os momentos difíceis, durante as cirurgias, durante os pós operatórios, durante os momentos de ‘olhares tortos’ das pessoas desconhecidas. Depois que passaram as duas cirurgias, e eu notei que o meu Théo estava bem, que estávamos com a missão cumprida, eu comecei a pensar em mim, e eu caí. Notei que nunca mais havia pensado em mim, nem sabia mais quais meus gostos, a minha rotina e minha vida não eram mais minhas, e sim do meu filho.

E quando eu comecei a pensar em mim, eu me tornei fraca… não sei os motivos, e muito menos sei como cheguei até onde cheguei. Mas quando notei, estava perdida dentro de mim mesma. E esse sentimento foi tão estranho e desconhecido que eu quase pirei. Hoje consigo falar, tive crises de ansiedade horríveis. Meus médicos dizem ser este o nome, mas eu acho que foi quase crise de pânico, eu saí de mim. Graças a Deus que existem médicos, e profissionais excelentes que conhecem esses problemas, que conversam comigo, e que nos tratam da melhor forma possível.

Estou muito melhor hoje, mas ainda não posso dizer 100%, talvez 80%…

Mas vim aqui para dizer que sim, mães podem ser fracas. Eu tinha uma ilusão de que as mães tem a obrigação de ser fortes e suportar tudo, mas não é assim. Mãe pode chorar. E mãe precisa de atenção também, mesmo quando o nosso filho tem algum ‘problema’, todas as pessoas no mundo necessitam de cuidados.

Bom, vou parar de escrever pois tem um alemão amado aqui ao meu lado batendo com os carrinhos em mim, pedindo por mim… E eu vou lá cuidar dele, e de mim.

1 Comment Mãe pode ser fraca

  1. Katia

    Nossa, tu É FORTE sim, e muito, muito mãe!Fraquezas…todos temos, admitir que temos, são outros “quinhentos”.
    E quando tu as admite, quando aceita as tuas fraquezas, já está se fortalecendo novamente. Pois está se ajudando, querendo o melhor pra si. E assim é a vida! E, eu tenho certeza absoluta, que o Théo escolheu a melhor mãe pra ele. Um forte e carinhoso abraço!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>