Início da lactação, por onde começar?

Um ponto muito importante que ainda não havia comentado, era a minha vontade de amamentar o Théo. Acho que toda mãe sonha com isso, mas eu sabia que para  mim isso seria um desafio maior ainda, já que meu filho tinha lábio leporino que impossibilitava de fazer a pega no seio de forma normal, e além disso fenda palatina que não permitia fazer  o vácuo necessário para sugar o leite.

Bom, um graaaaaande desafio. Quando o Théo foi para a Neo, após o nascimento, eu me preocupei com essa questão do início da lactação, afinal eu já sentia que tinha bastante leite, e ele estava lá longe de mim. As enfermeiras do  hospital sempre me ajudaram demais,  e nessa hora não foi diferente: já no primeiro dia, elas foram até o meu quarto me tranquilizar, dizendo que eu poderia extrair o meu leite, que seria levado até o meu filhotinho.

E que super poder esse, né? Produzir leite! Eu me sentia muito poderosa MESMO. Nesse mesmo dia, já fui até a salinha de aleitamento do hospital, e iniciei esse processo. Em resumo, quanto mais é estimulado o seio materno, mais leite produzimos, simples assim. Os primeiros vidrinhos de leite pareciam leite condensado, amarelo, mais espesso, o famoso colostro. E depois sim começou de fato a vir o leitinho branquinho, cheio de vitaminas e coisas boas para o Théo. E eu fiz questão de ir a cada 3 horas extrair leite para ele, era o mínimo que eu poderia fazer por ele. E aí as enfermeiras mandavam esse meu leite lá para a Neo para alimentar ele, e continuamos esse processo depois no quarto com a mamadeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>