E como enfrentar essa ‘diferença’

No momento da descoberta que meu filho nasceria com lábio leporino e fenda palatina, meu mundo desabou, pois eu não tinha nenhum conhecimento do que se tratava. Ficava imaginando como  seria a vida do meu filho, como ele se alimentaria, se ele sentiria alguma dor ou incomodo, se ele iria sofrer com algum tipo de preconceito… Preocupações normais de qualquer mãe, ainda mais sendo o primeiro filho.

Me permiti chorar e sofrer apenas naquele dia. No outro, enxuguei as lágrimas, e ergui a cabeça. Eu sempre aprendi que tudo na vida tem o lado positivo. Afinal, ele tinha uma saúde ótima, estava se desenvolvendo lindamente, eu estava muito saudável, minha vida é maravilhosa. Comecei então a me informar sobre esse assunto, procurei todos os profissionais que estavam ao meu alcance, e somente assim me acalmei e voltei a curtir esse momento maravilhoso que é estar grávida.

Não importa que ele é diferente, meu amor por ele, só aumentava!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>